MadeiraNews

Cafôfo diz que “grandes decisões” sobre futuro da Madeira vão acontecer na AR

O presidente do PS/Madeira, Paulo Cafôfo, afirmou hoje que as “grandes decisões” para o futuro da região vão acontecer na Assembleia da República e defendeu que tinha de dar a cara pelo partido.

“Considero mesmo que as grandes decisões para o futuro da região vão acontecer na Assembleia da República. O futuro da região dependerá das matérias de maior interesse, que serão nesta legislatura, com toda a certeza, debatidas e votadas”, declarou.

Paulo Cafôfo falava aos jornalistas, no Funchal, antes da primeira reunião da Comissão Regional do partido após o XXI Congresso do PS/Madeira, que se realizou no último fim de semana.

Reiterando que a Madeira é a causa da sua vida, o socialista sublinhou que tinha de “dar a cara pelo partido” e que não tem “medo de ser exposto perante o eleitorado”.

“A minha função é ter uma missão e esta minha missão é muito clara relativamente a formar governo aqui na região. Passa por vários passos e eu não tenho, nem nunca tive, medo da democracia nem de ir a eleições. E tenho de dar a cara e dou a cara pelo partido […] na defesa dos interesses dos madeirenses”, reforçou.

Paulo Cafôfo considerou ainda que a sua presença no Governo chefiado por António Costa como secretário de Estado das Comunidades contribuiu para uma “experiência acumulada”, que será útil na sua candidatura à Assembleia da República.

Sobre a lista do PS/Madeira às eleições legislativas de 10 de março, encabeçada por si, Paulo Cafôfo indicou que será aprovada ainda esta semana pela comissão política.

“Não podemos perder tempo. O nosso foco são as eleições do dia 10 de março, estaremos todos aqui aptos para ir para o terreno com uma estratégia bem definida para termos um melhor resultado, e o melhor resultado é elegermos o maior número de deputados para melhor defender a nossa região”, disse, escusando-se a adiantar os nomes propostos.

Na reunião de hoje, a Comissão Regional vai eleger Marta Freitas (deputada à Assembleia da República) como secretária-geral do PS/Madeira e serão também eleitos os vice-presidentes do partido e o secretariado regional.

Paulo Cafôfo, que foi presidente da Câmara do Funchal (2013-2019) e conseguiu derrotar a maioria absoluta que o PSD sempre tinha detido no principal município da Madeira, regressa pela segunda vez à liderança do PS regional, tendo sido eleito em 02 de dezembro de 2023, em eleições internas sem opositor.

O PS mantém o estatuto de maior partido da oposição madeirense, mas sinalizou uma pesada quebra na votação nas eleições legislativas de 24 de setembro de 2023, passando de 19 deputados em 2019 (51.207 votos – 35,76%) para 11 mandatos (28.840 votos – 21,89%), circunstância que motivou a saída do líder regional, Sérgio Gonçalves.

TFS // MCL

Lusa/Fim

Leave a Reply

Back to top button