Clubes e Organiza√ß√ĶesJornal

ACPP – 58 ANOS

A direcção realizou no passado dia 27 de Agosto, um almoço com o fim de festejar os 58 anos de vida deste Clube fundado a 29 de Agosto 1965.

Agosto √© ver√£o e tempo de f√©rias em Portugal nesta √©poca do ano, muitos s√£o os que se encontram fora do Pa√≠s em merecido descanso, mesmo assim o sal√£o encontrava-se ‚Äúbem composto‚ÄĚ, com a presen√ßa de s√≥cios amigos da Colectividade, membros da direc√ß√£o actual e antigos entre eles duas ‚Äúvelhas‚ÄĚ guardas Vicente Dias e Manuel Jos√©, que ao longo dos anos t√™m sido presen√ßa ass√≠dua na ‚Äúcasa‚ÄĚ tal como alguns outros que por ali passaram e a ajudaram a erguer.



Do programa para al√©m do almo√ßo servido no magn√≠fico sal√£o das Colectividade, fez parte algum entretenimento, com Dami√£o de Freitas, Sounds Gr8 de Paulo dos Santos, Cristina Rodrigues, acompanha com o seu violino e ainda o Rancho Folcl√≥rico de Terras do Norte, que actuou com um n√ļmero reduzido de elementos, mas o suficiente para mostrar qu√£o rico e genu√≠no √© o folclore de Vila Verde, as ra√≠zes do nosso povo minhoto.
Tony Oliveira, presidente da direc√ß√£o dirigiu algumas palavras de boas-vindas e de agradecimento aos presentes, entre outros pontos referentes a vida da ACPP, como habitualmente foi feito o leil√£o com o fim de serem angariados mais alguns fundos, seguindo-se depois m√ļsica pelo Sounds Gr8, onde muito dos presentes aproveitaram para dar um ‚Äúp√©‚ÄĚ de dan√ßa.
Em representação da Embaixada encontrava-se Carlota Amorim, Idalina Henriques e Roberto Silva da Voz e do Fórum Português.
A ACPP nasceu da Portuguesa Futebol Clube, contou com o apoio da sua congénere de Johannesburg, Associação da Colónia Portuguesa (ACPJ), mais tarde trocou o nome de Colónia por Comunidade, passando a designar-se até hoje de Associação da Comunidade Portuguesa de Pretória, a (ACPJ) essa nunca trocou o nome, até desaparecer.
Os primeiros responsáveis da ACPP, eleitos numa reunião efectuada na Ysco, foram: Aristoteles C. Moschuoudies, Diogo da Camara Reis e J. Joaquim Dias, durante os 58 anos, muitos foram os que por aqui passaram, hoje os tempos não estão fáceis e as Colectividade estão a travessar tempos difíceis.
A gerir os destinos deste Clube bem português na Cidade dos jacarandás estão Tony Oliveira, Arlindo Pinheiro da Costa e Sérgio Coelho no conselho fiscal.
Voz Portuguesa e F√≥rum Portugu√™s desejam muitos mais anos de vida, sempre em defesa da nossa cultura e tradi√ß√Ķes.


Idalina Henriques / Roberto Silva

Leave a Reply

Back to top button