MadeiraNews

A SEMANA NA MADEIRA – THE PAST WEEK IN MADEIRA

No Porto Santo há a convicção que a pandemia ajudou a esbater a sazonalidade. A expetativa este ano é que a economia funcione em pleno pelo menos durante seis meses, de maio a outubro.

A construção de novos alojamentos locais foi insuficiente para dar resposta à intensa procura dos turistas, mas o autarca Nuno Batista já revela uma nova aposta para atenuar a dependência do verão: a criação de um ‘hub’ para nómadas digitais a partir de outubro.


O tema vem desenvolvido nas páginas 4 e 5 da edição impressa do JM desta segunda-feira, pela jornalista Patrícia Gaspar. É o assunto com que abrimos a semana noticiosa.

Também em foco, pelos ecos que nos chegam do caos permanente no Aeroporto de Lisboa, estão os inconvenientes gerados pelos voos cancelados ou adiados. Fomos recordar o que dizem os regulamentos, na hora de compensar esses incómodos.


Aproveitando as férias, os estudantes universitários vão ter um encontro a 2 e 3 de setembro. A iniciativa está a ser coordenada por Cátia Maciel, da Associação de Jovens Madeirenses Conectados. No programa há temas muito interessantes e oportunos, a abordar por oradores que estão por dentro desses assuntos.

Ainda em matéria de Educação, fique a saber da fusão inevitável de escolas no concelho da Ribeira Brava. Sem alunos em número suficiente, a Escola do Campanário fecha e os estudantes prosseguem os estudos na Ribeira Brava.


Outra novidade nesta segunda-feira, igualmente a envolver o Campanário, é que nesta freguesia há um parque de aves com flamingos, cisnes e tucanos. São 5 mil metros quadrados de atrações. Fica o ‘convite’ para passarmos pela ‘Ilha das Aves’.

Na política, um dia depois do JM ter trazido a público a discussão interna no Conselho Regional do PSD – na sequência de um folhetim que fez várias manchetes no nosso jornal – o presidente Albuquerque explicou ontem o que é que se passou. E usou as mesmas expressões que o JM já reproduzira.

A finalizar, música e desporto: na Ponta do Sol são esperados os brasileiros Letrux e Silva, no Marítimo e Nacional desesperam por reforços que não chegam. Leia os detalhes na edição impressa.

in JM Madeira

In Porto Santo, there is a conviction that the pandemic helped to blur seasonality. The expectation this year is for the economy to function at full capacity for at least six months, from May to October.

The construction of new local accommodation was insufficient to meet the intense demand from tourists, but mayor Nuno Batista already reveals a new bet to alleviate dependence on summer: the creation of a ‘hub’ for digital nomads from October.

The theme is developed on pages 4 and 5 of this Monday’s print edition of JM, by journalist Patrícia Gaspar. It is the subject with which we open the news week.

Also in focus, due to the echoes that reach us from the permanent chaos at Lisbon Airport, are the inconveniences generated by canceled or postponed flights. We went to remember what the regulations say, when it comes to compensating for these inconveniences.

Taking advantage of the holidays, university students will have a meeting on the 2nd and 3rd of September. The initiative is being coordinated by Cátia Maciel, from the Association of Connected Young Madeirans. In the program there are very interesting and timely topics, to be addressed by speakers who are in the know.

Still in terms of Education, learn about the inevitable merger of schools in the municipality of Ribeira Brava. Without enough students, Escola do Campanário closes and students continue their studies in Ribeira Brava.

Another novelty this Monday, also involving the Belfry, is that in this parish there is a bird park with flamingos, swans and toucans. There are 5 thousand square meters of attractions. Here’s the ‘invitation’ to pass through the ‘Ilha das Aves’.

In politics, the day after JM brought to public the internal discussion in the PSD Regional Council – following a leaflet that made several headlines in our newspaper – President Albuquerque explained yesterday what happened. And he used the same expressions that JM had already reproduced.

Finally, music and sport: in Ponta do Sol the Brazilians Letrux e Silva are expected, in Marítimo and Nacional they despair for reinforcements that do not arrive. Read the details in the print edition.

in JM Madeira

Leave a Reply

Back to top button